• Triunfo Hoje

Mulher se passa por enfermeira e tenta raptar recém nascido no Hospam, nesta terça em Serra Talhada



Um caso de falta de segurança no Hospital Agamenon Magalhães (HOSPAM) levou uma família ao desespero no início da tarde desta terça-feira (1). Um bebê recém nascido foi raptado da pediatria do Hospam por uma mulher que fingiu ser uma das enfermeiras da equipe trajando roupas brancas. Esse caso causa bastante preocupação, pois as gravidas de toda a região se dirigem a esse hospital para terem seus bebês.


O caso teria ocorrido por volta das 13h, quando a suspeita conseguiu tirar a criança das dependências da unidade. Nem a polícia, nem o hospital revelaram a identidade da mãe e do pai do bebê. Ainda segundo a polícia, a autora mora na zona rural de Calumbi e teria doença mental.


De acordo com o relato da policial, uma mulher de 23 anos entrou no Hospam sem identificação e trajando roupas brancas. Uma das mães que estavam no hospital estava prestes a receber alta, quando a suspeita teria pedido o bebê alegando a realização de um exame. Carregando o recém nascido em uma bolsa, a mulher saiu do hospital tranquilamente. Um cunhado da falsa enfermeira a encontrou com o recém nascido nas proximidades do Hospam e retornou com ela ao local até a chegada da polícia.


Em depoimento a delegacia, o cunhado da autora afirmou que ela sofre de problemas psicológicos e há meses dizia a família que estava grávida. A falsa enfermeira teria saído de casa nessa segunda-feira (31) dizendo que ia para o hospital ter o bebê, em seguida ligou para os familiares informando que teria que ir para Caruaru e depois para Recife para poder ter o suposto filho. A polícia acredita que se trata de uma caso de gravidez psicológica e ela deve ser autuada em flagrante por tentativa de rapto, de acordo com o Estatuto da Criança e Adolescente.


A suspeita está detida e o delegado Olegário Filho deverá encaminhar o caso para a Justiça. Ela passará por audiência de custódia na manhã desta quarta (2), onde o juiz irá decidir pela prisão ou encaminhamento para tratamento psiquiátrico.


O OUTRO LADO

Por outro lado, o diretor do Hospam, João Antônio Magalhães, garante que a criança foi recuperada pelos próprios funcionários do hospital. “Graças a agilidade da equipe conseguimos recuperar a criança ainda dentro das dependências do Hospam”, disse.


Fonte: Farol de Noticias.


#HOSPAM #RAPTODECRIANÇA