• Rafaela Santos

Chikungunya, zika e dengue mantêm ritmo de queda no início de 2017 em Pernambuco


A primeira semana epidemiológica de 2017 em Pernambuco (1º a 7 de janeiro) manteve a curva de redução dos casos de arboviroses, de acordo com os dados do boletim divulgado, na quarta-feira (11), pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). Este ano, foram registrados 33 casos suspeitos de dengue, sete de chikungunya e dois de zika. Essas notificações representam redução de 99% (para cada doença) em relação ao mesmo período de 2016. O primeiro balanço do ano também não registrou óbito pelas arboviroses. No mesmo período de 2016, foram notificados 10 mortes suspeitas – três tiveram resultado laboratorial positivo para chikungunya, uma para zika, além de duas para dengue e chikungunya.


O boletim divulgado na quarta-feira (11) ainda está sujeito à atualização, o que geralmente ocorre nas próximas oito semanas. Ou seja, o volume de notificações pode aumentar à medida que os municípios atualizarem os registros no sistema.


“Historicamente dezembro e janeiro representam um período de baixa ocorrência de arboviroses, pois são meses em que há menos circulação do mosquito. Entre o fim do primeiro trimestre e o início do segundo, podemos ter uma ideia melhor se essa mudança positiva (queda no número de casos) vai continuar”, esclarece o diretor-geral de Controle de Doenças e Agravos da SES, George Dimech.


Fonte: NE10

#Arboviroses #zika #Dengue #chikungunya

© 2020 TRIUNFO HOJE