• Triunfo Hoje

Professores da rede estadual entram em greve por tempo indeterminado


Profissionais da área da educação de Pernambuco, inclusive os professores, deflagraram greve, a partir desta quarta (15), por tempo indeterminado. Na mobilização contra a Reforma da Previdência, na praça Oswaldo Cruz, no Recife, a categoria aprovou a paralisação. "A CNTE (Confederação Nacional de Trabalhadores em Educação), a qual o Sintepe (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco) é filiado, convocou a greve nacional, contra a Reforma da Previdência e pelo piso salarial", explicou o presidente do Sintepe, Fernando Melo. Desde o dia 1º de janeiro, os professores com nível Médio (antigo magistério), com carga horária de 40h semanais, deveriam ter começado a receber o reajuste salarial de 7,64%, elevando o piso para R$ 2.298,80. Em vários estados, o reajuste ainda não foi concedido, inclusive em Pernambuco. O calendário dos grevistas continua nesta quinta (16), com atividades nas regionais, e na sexta (17), quando os trabalhadores se mobilizam com outras categorias, às 14h, na praça do Derby. Na segunda-feira (20), o Sintepe convoca assembleia para avaliação do movimento grevista. Será às 14h, no teatro Boa Vista (rua Dom Bosco, ao lado do Colégio Salesiano). Secretaria A Secretaria de Educação do Estado informou, por nota, que ainda não foi oficialmente comunicada sobre a decisão de greve dos profissionais da educação. "Assim, vamos aguardar o comunicado oficial da categoria, com informações sobre a decisão, para que possamos emitir um posicionamento", concluiu o comunicado.


Fonte: FolhaPE

#Grevedosprofessores #Greve #RedeestadualdeEducação