• Rafaela Santos

Conheça o projeto finalista da Escola Milton Pessoa no prêmio Município Inovador


A primeira edição do prêmio Desafio Município Inovador, promovido pela Escola de Inovação e Políticas Públicas (EIPP) da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), instituição vinculada ao Ministério da Educação, anunciou seus 15 finalistas. Triunfo foi um desses municípios e recebeu o certificado de seleção pelo Ministro da Educação no dia 29 de setembro de 2017, com o projeto "Consciência, Cor E Arte" que tem como foco o resgate da cultura e identidade das comunidades quilombolas, das quais alunos fazem parte, através de danças, músicas, pinturas, textos e livros.

Nessa disputa, inscreveram- se 64 projetos de diferentes municípios do estado de Pernambuco, Triunfo inscreveu 03 projetos, dentre eles o projeto selecionado. e ficou entre os 15 municípios finalistas, recebendo assim o certificado de seleção pelo Ministro da Educação no dia 29 de setembro de 2017.

A seleção do vencedor acontecerá em duas etapas, a primeira ocorrerá dia 10 de novembro, se selecionada entre os 04, partirá para fase final, que será dia 02 de dezembro. Ambas as fases acontecerão em Recife.

A fim de expor o projeto para toda comunidade triunfense, A Escola Milton Pessoa, a convite da Secretaria de Educação do Município de Triunfo, fez uma apresentação formal no dia 20 de outubro do ano corrente, para um público que contou com o Vice- Prefeito Landa, representantes do Secretariado municipal, gestores e professores das escolas municipais, representantes das associações Águas Claras e Livramento e representante da ACMT.

Ao observar os discentes no dia a dia, a escola identificou o problema que motivou a construção do projeto Consciência, Cor e Arte, que é a baixa autoestima dos alunos oriundos das comunidades quilombolas com relação a sua raça.

Segundo a Secretaria de Educação, este projeto tem por objetivo Despertar no aluno a importância de conhecer e valorizar a identidade negra, visto que o corpo docente partir de observações constatou que a história, cultura e identidade negras estão caindo no esquecimento.

Durante a apresentação o docente Jefferson Pereira, representando todo o corpo docente (Allana Magalhães, Marciana Lopes, Tatiane Lima, Robson Rodrigues, Veronica Zenaide e Vitor Moura), a gestora Lilian Ferraz e a Secretária Zulene Teles, equipe idealizadora do projeto, esclareceu questões e buscou angariar apoio formal dos presentes.

Vale salientar que urgência da execução do projeto, tendo em vista que a história do povo quilombola triunfense está correndo risco eminente de cair no total esquecimento da sociedade triunfense como um todo.

Caso o Projeto Consciência, Cor e Arte seja selecionado para etapa final, receberá o selo de município inovador, caso saia vencedor dessa etapa, será contemplado com 100 mil reais para investir em capacitações e mentoria que são de suma importância para concretização do projeto. Dando visibilidade a educação triunfense.

#EIPP #Fundaj #fundaj #secretariadeeducação #projeto #prêmio #municípioinovador

© 2020 TRIUNFO HOJE