• Triunfo Hoje

Polos carnavalescos do Governo de Pernambuco chegam a 55 municípios


O Governo de Pernambuco realizou na manhã desta quinta-feira (28) uma coletiva sobre o Carnaval, congregando as Secretarias de Cultura, Turismo e Lazer, Desenvolvimento Social, Mulher e o Grande Recife Consórcio de Transportes. Segundo o secretário de Turismo, Rodrigo Novaes, a meta é atingir cerca de dois milhões de visitantes. "Em 2018, o Carnaval gerou para nossa economia cerca de R$ 1,6 bilhões, com uma ocupação de 90% da rede hoteleira", recordou. Para isso, segundo declararam, o Governo está investindo de forma integrada para garantir a segurança e promover a cultura pernambucana. Num trabalho conjunto entre as secretarias de Cultura e de Turismo, Fernando de Noronha e mais 55 municípios receberão polos carnavalescos. "Quase triplicamos a quantidade dos municípios apoiados pela Empetur, que atualmente são 29", destacou Novaes. Outras 26 cidades receberam incentivo da Fundarpe para viabilizar a contratação de atrações para o Carnaval. "Nossa estratégia foi de ampliar o raio do turismo, fomentando os comércios locais", acrescentou.


De acordo com o secretário de Cultura, Gilberto Freyre Neto, o foco principal está sendo na salvaguarda e manutenção das tradições pernambucanas. Pelo menos 35% dos contratos, de acordo com o edital publicado pela Fundarpe, devem ser de grupos ligados às culturas populares. Um total de 975 grupos foram habilitados a participar da festa, como representantes de afoxés, troças, orquestras e blocos de frevo e grupos de maracatu de baque solto e de baque virado. "Nossa preocupação foi interiorizar e prestigiar esses grupos, protegendo o que é mais tradicional em nossa cultura e permitindo que o público possa usufruir do que Pernambuco tem de melhor", explicou Freyre Neto. Entre as centenas de nomes que compõem o "cardápio" de artistas que vão se apresentar durante a folia, ele destacou Lia de Itamaracá, Galo Preto, Estrela de Ouro de Aliança e vários outros grupos que são considerados como patrimônio cultural. "São pessoas que trabalham fortemente para levar o ciclo carnavalesco adiante, e portanto são pontos focais de salvaguarda e promoção cultural", analisou.


No primeiro Carnaval após a criação da lei contra a importunação sexual, a secretária da Mulher, Silvia Cordeiro, divulgou detalhes acerca da campanha "Ela brinca como quiser", que prega a divulgação e combate a esse tipo de violência. "Nosso foco é na disseminação dessa lei, fazendo com que as pessoas entendam que assédio agora é crime com previsão de encarceramento de um a cinco anos", pontuou, explicando que vão ser realizadas ações educativas em 60 municípios pernambucanos. "As mulheres não vão brincar Carnaval de burca, vão se vestir de acordo com o clima e com suas vontades. E nem por isso devem ser consideradas como objetos", acrescentou. Silvia relatou que o Governo está se equipando para cada vez mais garantir a segurança feminina e que foi criada uma Ouvidoria da Mulher, que vai funcionar 24 horas através do fone 08002818187.




Fonte: Folha de Pernambuco


#carnaval #pernambuco #Municípios

© 2020 TRIUNFO HOJE