• Triunfo Hoje

FAV de Serra Talhada cadastra diabéticos para exame de retinopatia


Desde o final de 2019, a unidade da Fundação Altino Ventura (FAV) em Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco, passou a contar com um projeto que usa inteligência artificial para detectar retinopatia diabética - doença que leva pessoas com diabetes a ficarem cegas. Para poder participar, o interessado deve se cadastrar em uma das unidades de saúde do município, levando consigo exames recentes, realizados a menos de seis meses, de glicemia e hemoglobina glicada (Hb A1c).


O agendamento é mensal. Em dezembro passado, cerca de 200 pessoas foram atendidas pelos médicos da FAV de Serra Talhada, que fica no bairro do Alto da Conceição. Para detectar a retinopatia diabética, é feito o exame de retinografia - imagem do fundo de olho. Quanto aos exames prévios de glicemia e hemoglobina glicada (Hb A1c), eles devem ser realizados em jejum. A coleta de material pode ser feita nos postos de saúde do município.


“É importante que os pacientes procurem as unidades de saúde, façam o cadastramento e os exames para que sejam atendidos o mais rápido possível pelo projeto. É uma tecnologia que está trazendo luz de volta à vida de tantas pessoas”, explica a secretária municipal de Saúde, Márcia Conrado.


Oficialmente, o projeto se chama Uso de Inteligência Artificial no Combate à Cegueira por Retinopatia Diabética. Pioneiro no Nordeste, ele utiliza sistema de telemedicina para identificar a doença. A imagem do fundo do olho é analisada através de um software chileno chamado Dart.







Fonte: Diario de Pernambuco


#FAV #SerraTalhada #retinopatia

© 2020 TRIUNFO HOJE