Em discurso após depoimento, Lula diz ser alvo de perseguição

11.05.2017

 

Em discurso na Praça Santos Andrade, em Curitiba, após prestar depoimento ao juiz federal Sérgio Moro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou a perseguição a qual diz ser vítima. “Haverá um momento em que a história irá mostrar que nunca antes na história do Brasil alguém foi tão perseguido ou massacrado como estou sendo nos últimos anos. Alguém poderá contar a história do que fizeram com a presidenta eleita democraticamente Dilma Rousseff. E eu quero estar vivo”, afirmou o líder petista.

 

Lula também falou sobre o depoimento prestado nesta quarta-feira (10), por quase cinco horas, na Justiça Federal. O petista disse que esperava que fosse apresentado algum documento que provasse que o triplex, motivo que o faz réu no processo, é realmente dele.

 

“Se eu cometi algum erro, antes de ser julgado pela Justiça, quero ser julgado pelo povo brasileiro. Hoje achei que iriam me mostrar algum documento, algo que provasse que eu era dono do apartamento”, disse Lula. Além disso, acrescentou que após dois anos do que chamou “massacre” esperava um documento que provasse que o apartamento é dele, mas não foi apresentado nada.

 

Gravação
Lula também explicou o motivo que o fez querer transmitir o seu depoimento a Sérgio Moro. “Queria que as pessoas assistissem os olhos da pessoa que está perguntando e os olhos da pessoa que está respondendo”, afirmou Lula. “Eu não seria digno do carinho que vocês estão tendo comigo se eu tivesse alguma culpa”, acrescentou.

 

Fonte: Folha de Pernambuco
 

Please reload

1/6

1/9

© 2020 TRIUNFO HOJE